Complicações

Complicações table
ComplicaçãoPeríodo de execuçãoProbabilidade

choque séptico

curto prazomédio

Costuma complicar a pneumonia adquirida na comunidade (PAC) grave. Os pacientes apresentam febre, leucocitose, taquipneia e taquicardia. Pode evoluir rapidamente para insuficiência de múltiplos órgãos e choque. Geralmente é fatal, e a sobrevida depende de um alto índice de suspeita, reconhecimento precoce e intervenção imediata.

A prevalência de sepse em pacientes com idade muito avançada (≥80 anos) com PAC foi de 71% Os fatores de risco incluíram: sexo masculino, doença renal crônica e diabetes mellitus. A antibioticoterapia antes da internação foi associada a um risco mais baixo de sepse. As taxas de mortalidade no hospital e após 1 ano foram mais altas nesses pacientes, quando desenvolveram sepse.[156]

síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA)

curto prazomédio

A pneumonia pode ser complicada pela SDRA, que é uma condição de edema pulmonar não cardiogênico e inflamação pulmonar grave.

Relatada em 2% dos pacientes com PAC hospitalizados e 13% dos pacientes com PAC internados na unidade de terapia intensiva. Ocorre em 29% dos pacientes com PAC ventilados mecanicamente, com mortalidade de 25% em 30 dias.[157]

Associada a uma mortalidade de 30% a 50%, e é tratada com ventilação mecânica com pressão de platô limitada e baixo volume corrente.[32]

Colite do Clostridium difficile associada a antibiótico

curto prazomédio

Pode resultar da interrupção da flora intestinal normal em decorrência do uso de antibióticos. Os pacientes geralmente apresentam diarreia, dor abdominal e leucocitose. O imunoensaio de fezes para enzimas de C difficile tem valor diagnóstico. O ideal é interromper o uso dos antibióticos causadores e iniciar a antibioticoterapia de acordo com as orientações locais atuais.

insuficiência cardíaca

curto prazomédio

A incidência de insuficiência cardíaca em um estudo de pacientes hospitalizados com PAC foi de 14.1%.[158] Há poucas informações sobre os fatores de risco para a ocorrência de complicações cardíacas em pacientes com PAC. Idade avançada, insuficiência cardíaca congestiva preexistente, gravidade da PAC e uso de insulina com base em escalas móveis de glicose em pacientes hospitalizados são possíveis fatores de risco.[159][160][161] Em pacientes com doença cardiovascular conhecida, o uso de vacina pneumocócica e contra a gripe (influenza) pode reduzir os índices de morbidade e mortalidade.

síndrome coronariana aguda

curto prazobaixo

A incidência de síndrome coronariana aguda em um estudo em pacientes hospitalizados com PAC foi de 5.3%.[158]

arritmia cardíaca

curto prazobaixo

A incidência de arritmia cardíaca incidente em um estudo em pacientes hospitalizados com PAC foi de 4.7%.[158]

pneumonia necrosante

curto prazobaixo

Considerada uma complicação rara da PAC em adultos. Associada a patógenos como Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes, espécies de Nocardia, Klebsiella pneumoniae e Streptococcus pneumoniae.

Tabagismo, alcoolismo, idade avançada, diabetes mellitus, doenças pulmonares crônicas ou doença hepática são fatores de risco associados à pneumonia necrosante.[165]

derrame pleural

variávelalto

Pode ocorrer em até 57% dos pacientes com pneumonia hospitalizados.[162][163] Cerca de 1% a 2% dos casos de PAC com derrame pleural são complicados por empiema.

O derrame pleural é considerado um indicador de gravidade da pneumonia e está claramente associado a um aumento do risco de fracasso do tratamento.[18][164]

abscesso pulmonar

variávelbaixo

Uma complicação rara, que frequentemente requer antibioticoterapia prolongada e, em alguns casos, drenagem cirúrgica.

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais