Epidemiologia

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é mais comum em idosos, principalmente os que estão acima dos 65 anos de idade. A iniciativa Avaliação da Dimensão da Doença Pulmonar Obstrutiva (BOLD) estima uma prevalência de DPOC na população mundial para os estágios II ou posteriores equivalente a 10.1 ± 4.8%, no geral, com 11.8 ± 7.9% para os homens e 8.5 ± 5.8% para as mulheres.[5] A mortalidade associada a ela mais que dobrou entre as mulheres nos últimos 20 anos e atualmente corresponde à dos homens. O número de casos de DPOC nos EUA aumentou em 41% desde 1982, e a DPOC afeta de 1% a 3% das mulheres brancas e de 4% a 6% dos homens brancos. Atualmente, estima-se que a DPOC será a terceira principal causa de morte no mundo até 2020.[1][6] Isto se deve à expansão epidêmica do tabagismo, ao envelhecimento da população mundial e à redução da mortalidade decorrente de outras causas de morte, como as doenças cardiovasculares.[1][7] Uma revisão sistemática e metanálise demonstrou que a prevalência da DPOC em adultos descendentes de pessoas com DPOC é maior que as estimativas de base populacional.[8] Um estudo retrospectivo conduzido no Reino Unido entre 1990 e 1997 estimou a prevalência de DPOC em 2% nos homens e de 1% nas mulheres.[9]

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais