Novos tratamentos

Eravaciclina

A eravaciclina é um novo antibiótico da classe da tetraciclina. Um ensaio clínico indicou que ela é, pelo menos, tão eficaz quando ertapeném no tratamento de infecções intra-abdominais complicadas.[91] A eravaciclina pode ter um papel no tratamento da apendicite complicada. A Food and Drug Administration (FDA) dos European Medicines Agency e a European Medicines Agency aprovaram eravaciclina (Xerava, Tetraphase Pharmaceuticals) para o tratamento de infecções intra-abdominais complicadas em adultos.

Meropeném/vaborbactam

Meropeném/vaborbactam é uma combinação de inibidor carbapenêmico da betalactamase que demonstrou índices de cura mais altos, comparado à melhor terapia disponível, para o tratamento de Enterobacteriaceae resistente a carbapenêmicos, entre outras infecções.[92] O Comitê de Medicamentos para Uso Humano da European Medicines Agency recomendou a concessão de autorização para meropeném/vaborbactam para o tratamento de vários tipos de infecção, inclusive infecções intra-abdominais complicadas. Meropeném/vaborbactam foi aprovado pela FDA para o tratamento de infecções complicadas do trato urinário em adultos.

Imipeném/cilastatina/relebactam

Imipeném/cilastatina/relebactam é uma combinação de três medicamentos que contém imipeném-cilastatina, um antibiótico aprovado pela FDA, e relebactam, um novo inibidor da betalactamase. A FDA aprovou essa combinação para tratar adultos com infecções do trato urinário complicadas e infecções intra-abdominais complicadas.

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais