Diagnósticos diferenciais

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Geralmente se apresenta em crianças com história recente de infecção do trato respiratório superior.

A dor no abdome é geralmente difusa, com sensibilidade não localizada no quadrante inferior direito.

Pode ocorrer contração muscular, mas geralmente não há rigidez.

Pode ser observada linfadenopatia generalizada.

Investigações

Não há um teste específico para confirmar o diagnóstico.

A linfocitose relativa em contagens diferenciais de leucócitos é sugestiva.

Achados negativos de ultrassonografia ou tomografia computadorizada (TC) ajudam a excluir outros diagnósticos.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Comum em crianças; causada por vírus, bactérias ou toxinas.

Caracterizada por diarreia aquosa profusa, náuseas e vômitos.

Dores em cólica frequentemente precedem a diarreia, e não há sinais de localização.

Se for causada por febre tifoide, a perfuração intestinal pode causar dor abdominal localizada e/ou generalizada e dor à descompressão brusca. Nesse cenário, o exantema maculopapular associado, bradicardia inadequada e leucopenia diferenciarão o diagnóstico da apendicite.

Investigações

Não há teste específico, exceto se for decorrente de febre tifoide (a presença de Salmonella typhi nas fezes ou no sangue confirmará o diagnóstico).

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Geralmente assintomática.

O quadro clínico de diverticulite é semelhante ao de apendicite aguda.

Investigações

O teste de pertecnetato de tecnécio poderá mostrar o aumento do divertículo, se a mucosa gástrica estiver presente.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Ocorre em crianças pequenas (com <2 anos de idade).

Início súbito de dor por cólicas; entre episódios de dor, a criança permanece calma.

É possível que uma massa em formato de salsicha seja palpável no quadrante inferior direito.

Investigações

Um enema de bário pode demonstrar a intussuscepção com um sinal de mola helicoidal no ponto de invaginação do intestino.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Adulto jovem com febre, náuseas, vômitos, diarreia, dor no quadrante inferior direito e sensibilidade localizada.

Investigações

A TC pode mostrar um abscesso intra-abdominal.

O estudo contrastado do intestino delgado e do cólon pode mostrar estenose ou uma série de úlceras e fissuras (aspecto pavimentoso) da mucosa.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Pode ou não apresentar história de úlcera péptica.

A dor é abrupta, intensa e pode estar localizada no quadrante inferior direito.

Investigações

A radiografia torácica ortostática e a radiografia abdominal podem demonstrar pneumoperitônio

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Geralmente apresenta dor muito intensa em cólica. Pode ser referida nos pequenos e grandes lábios, escroto ou pênis e associada a hematúria.

Febre geralmente ausente.

Investigações

Urinálise positiva para sangue.

Leucocitose geralmente ausente.

Radiografia abdominal ou tomografia podem mostrar cálculo calcificado.

Pielografia e TC sem contraste por via oral ou intravenoso confirmam o diagnóstico.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

A Dor e sensibilidade geralmente estão presentes no quadrante superior direito. Em um terço dos pacientes, a vesícula biliar pode estar palpável.[55]

Investigações

Uma ultrassonografia abdominal revela parede espessa com acúmulo pericolecístico e sensibilidade está presente por toda a área da vesícula biliar (sinal de Murphy).

A cintilografia com ácido iminodiacético hepatobiliar mostrará não visualização da vesícula biliar em >4 horas.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

A dor e a sensibilidade geralmente localizam-se na área suprapúbica, associadas à sensação de queimação ao urinar.

Pode ocorrer pielonefrite aguda do lado direito com febre, calafrios e sensibilidade no ângulo costovertebral direito.

Investigações

A microscopia e a cultura da urina confirmam a presença de bactérias.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

A maioria dos pacientes apresenta dor abdominal abrupta, febre, distensão e dor à descompressão brusca.

História de nefrose ou cirrose avançada.

Investigações

Uma TC pode revelar líquido no abdome.

O líquido peritoneal mostra uma contagem de >500/microlitro e >25% de leucocitose polimorfonuclear.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Ocorre em mulheres, geralmente com idades entre 20 e 40 anos.

Apresenta-se com sensibilidade nos quadrantes inferiores de ambos os lados, geralmente em até 5 dias a partir do último período menstrual.

Secreção purulenta do óstio cervical.

Investigações

O uso de swab endocervical pode confirmar a doença inflamatória pélvica decorrente de Chlamydia trachomatis.[56]

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Na metade do ciclo menstrual, breve período de dor na parte inferior do abdome, geralmente não associada a náuseas e vômitos nem a febre.

A sensibilidade é geralmente difusa e não localizada.

Investigações

Diagnóstico clínico. Não é indicada nenhuma investigação.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Mulher em idade fértil apresenta ausência de menstruação, dor no quadrante inferior direito ou dor na pelve com algum grau de sangramento vaginal, podendo este ser mínimo. Pode haver dor à mobilização do colo no exame pélvico.

Investigações

O nível hormonal de gonadotrofina coriônica humana é alto no soro e na urina.

Uma ultrassonografia revela a presença de massa nas tubas uterinas.

SINAIS / SINTOMAS
Investigações
SINAIS / SINTOMAS

Mulher com dor no quadrante inferior direito. Ocasionalmente, apresenta-se com massa no quadrante inferior direito.

Investigações

A ultrassonografia mostra cisto ovariano e fluxo sanguíneo diminuído.

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal