Considerações de urgência

Consulte Diagnóstico diferencial para obter mais detalhes

Os pacientes com suspeita de qualquer uma das seguintes afecções que ameaçam a visão devem ser encaminhados com urgência para uma avaliação com um oftalmologista no mesmo dia.

Glaucoma de ângulo fechado

Esta é uma doença que apresenta risco de perda da visão. Os sintomas que indicam glaucoma de ângulo fechado incluem:

  • Dor no olho afetado

  • Visão turva

  • Halos ao redor de luzes vistos por um olho

  • Cefaleia

  • Náuseas ou vômitos associados.

A córnea pode parecer nebulosa se houver edema corneano, e a pupila pode parecer fixa em média midríase. Em caso de suspeita de glaucoma de ângulo fechado, o paciente deve ser encaminhado imediatamente para avaliação e tratamento por um oftalmologista. O atraso no diagnóstico e no encaminhamento de casos de glaucoma de ângulo fechado mostrou-se prejudicial no desfecho final.[7]

O tratamento imediato consiste em inibidores da anidrase carbônica, como a acetazolamida ou a metazolamida, para diminuir a formação do humor aquoso. com.bmj.content.model.assessment.Caption@67645655[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Glaucoma de ângulo fechado: edema central da córnea com pupilas em média midríase em formato ovalar.Coleção particular – cedida pelo Sr. Hugh Harris [Citation ends].

Trauma: lesão química

Lesões químicas, especialmente soluções de base alcalina, são potencialmente muito graves e podem causar problemas prolongados na superfície ocular. A irrigação imediata com água solução salina a 0.9% para remover o reservatório de substâncias químicas dos olhos deve ser feita antes de qualquer outro procedimento.[8] A quantidade de irrigação necessária dependerá do pH do filme lacrimal. Após o pH ter sido normalizado, indica-se o encaminhamento a um oftalmologista.[9]

Úlcera da córnea

Úlceras de córnea bacterianas, virais ou fúngicas são doenças de risco para a visão que precisam ser encaminhadas a um oftalmologista com urgência para garantir o tratamento adequado e limitar a formação de cicatrizes na córnea. Úlcera na córnea pode levar à perfuração do olho.com.bmj.content.model.assessment.Caption@76df777e[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Úlcera da córnea observada com coloração de fluoresceínaColeção particular – cedida pelo Sr. Hugh Harris [Citation ends].com.bmj.content.model.assessment.Caption@4c275187[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Úlcera dendrítica observada com coloração por fluoresceínaColeção particular – cedida pelo Sr. Hugh Harris [Citation ends].com.bmj.content.model.assessment.Caption@74cfd3df[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Lesão da córnea penetrante com prolapso da írisColeção particular – cedida pelo Sr. Hugh Harris [Citation ends].

Olho vermelho relacionado a lentes de contato

Esta é uma condição com potencial ameaça à visão e precisa ser encaminhada a um oftalmologista para garantir o tratamento apropriado e limitar a formação de cicatrizes na córnea. O paciente deve ser instruído a interromper o uso de suas lentes de contato e levá-las ao hospital de olhos local onde elas serão verificadas.

Corpo estranho na córnea

Qualquer história de lesão feita por alta velocidade (uso de martelo) deve ser encaminhada a um exame de imagem imediato e apropriado, pois qualquer corpo estranho de alta velocidade pode penetrar no globo. Isso, e corpos estranhos que não penetraram a córnea, são condições potenciais de ameaça à visão e exigem o encaminhamento a um oftalmologista para garantir o tratamento apropriado.com.bmj.content.model.assessment.Caption@315ce5ed[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Corpo estranho na córneaColeção particular – cedida pelo Sr. Hugh Harris [Citation ends].

Trauma ocular penetrante

Exames iniciais cuidadosos são exigidos para evitar uma possível expulsão dos conteúdos intraoculares. Exige-se o tratamento imediato por um especialista para que o risco de complicações que ameacem a visão e os olhos seja reduzido.

Esclerite

A esclerite é uma condição com potencial de ameaça à visão. Certas formas de esclerite podem causar a perfuração do globo e reduzir a acuidade visual.[10] Em caso de suspeita de perfuração do globo ocular, o olho deve ser protegido e a palpação evitada. Uma avaliação mais aprofundada deve ser realizada por um oftalmologista. A esclerite é comumente associada a doenças do tecido conjuntivo inclusive artrite reumatoide, granulomatose com poliangiite (antes conhecida como granulomatose de Wegener), lúpus eritematoso sistêmico e policondrite recidivante.com.bmj.content.model.assessment.Caption@3c35103f[Figure caption and citation for the preceding image starts]: EscleriteColeção particular – cedida pelo Sr. Hugh Harris [Citation ends].com.bmj.content.model.assessment.Caption@4a68c557[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Lesão da córnea penetrante com prolapso da írisColeção particular – cedida pelo Sr. Hugh Harris [Citation ends].

Conjuntivite neonatal

Geralmente, a conjuntivite neonatal (ophthalmia neonatorum) é uma doença leve. No entanto, a infecção não tratada (por exemplo, com gonococo, clamídia, pseudomonas ou herpes) pode causar complicações que ameaçam a visão e infecções sistêmicas potencialmente graves.[11][12] As complicações da conjuntivite neonatal causadas pela clamídia incluem vascularização superficial da córnea, cicatrização conjuntival e pneumonia. As complicações causadas pela infecção por gonorreia incluem cicatrização da córnea, ulceração, panoftalmite, perfuração do globo ocular e comprometimento visual permanente.[11][12][13] Os pacientes com suspeita de conjuntivite neonatal devem ser encaminhados imediatamente ao setor de oftalmologia.[12][14]

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais