Última revisão: Dezembro 2018
Última atualização: Outubro  2018
18 May 2018

A European Medicines Agency (EMA) reforça medidas para evitar o uso de medicamentos com valproato na gravidez

Em 2018, a EMA anunciou medidas mais robustas destinadas a evitar a exposição dos bebês aos medicamentos com valproato no útero. De acordo com as novas restrições, os medicamentos com valproato são contraindicados na epilepsia durante a gravidez em razão do alto risco de malformações congênitas e problemas de desenvolvimento na criança. Entretanto, a EMA reconhece que, no caso de algumas mulheres com epilepsia, talvez não seja possível interromper o valproato e elas podem ter que continuar o tratamento durante a gravidez com cuidados especializados apropriados.

Além disso, os medicamentos com valproato não devem ser utilizados em pacientes do sexo feminino em idade fértil, a não ser que exista um programa de prevenção da gravidez que inclua:

  • uma avaliação do potencial da paciente para engravidar

  • testes de gravidez antes de iniciar e durante o tratamento, conforme necessário

  • aconselhamento sobre os riscos do tratamento com valproato e a necessidade de contracepção eficaz durante todo o tratamento

  • uma revisão do tratamento em curso por um especialista pelo menos uma vez ao ano

  • um formulário de reconhecimento dos riscos ao qual pacientes e prescritores terão acesso em cada uma dessas revisões anuais para confirmar que o aconselhamento apropriado foi dado e compreendido.

A EMA afirmou que as novas medidas foram postas em prática em decorrência de evidências sugerindo que as informações sobre os riscos do uso de valproato na gravidez ainda não estavam chegando às mulheres, apesar das medidas anteriores que visavam garantir isso.

Consulte Tratamento: passo a passo Consulte Tratamento: algoritmo de tratamento

Fonte original de atualização

Resumo

Definição

História e exame físico

Principais fatores de diagnóstico

  • presença de fatores de risco
  • deficits neurológicos focais
  • sintomas neurológicos focais (antes ou depois da convulsão)
  • sensação ou experiência premonitória (medo, sensação epigástrica, déjà vu, jamais vu)
  • hemiparesia temporária
  • afasia temporária
  • febre, rigidez da nuca, estado mental alterado

Outros fatores de diagnóstico

  • achados neurocutâneos de doença neurológica

Fatores de risco

  • história familiar (estendida ou imediata) de epilepsia de início generalizado
  • Infecção prévia do sistema nervoso central (SNC)
  • trauma cranioencefálico
  • eventos convulsivos prévios ou suspeita de eventos convulsivos
  • História de abuso de substâncias
  • nascimento prematuro
  • convulsões febris múltiplas ou complicadas

Exames diagnósticos

1° exames a serem solicitados

  • eletroencefalograma (EEG)
  • glicose sanguínea
  • Hemograma completo
  • painel de eletrólitos
  • análise toxicológica
  • tomografia computadorizada (TC) de crânio
  • prolactina sérica
  • creatina quinase (CK) sérica
Detalhes completos

Exames a serem considerados

  • punção lombar
  • ressonância nuclear magnética (RNM) cranioencefálica
Detalhes completos

Algoritmo de tratamento

Colaboradores

Assistant Professor

Clinical Neurology

University of California, San Francisco

San Francisco

CA

Divulgações

VRR is an author of a number of references cited in this monograph. He served as a paid consultant for NeuroPace, Inc., manufacturer of the Responsive Neurostimulation (RNS) System.

Associate Professor

Clinical Neurology

University of California, San Francisco

San Francisco

CA

Divulgações

JDH has received research funding and consultancy funds from UCB Inc.

Dr Vikram R. Rao and Dr John D. Hixson would like to gratefully acknowledge Dr Daniel H. Lowenstein, a previous contributor to this topic. DHL declares that he has no competing interests.

Colegas revisores MOSTRAR TODOS

Chief

Division of Epilepsy and Sleep

Department of Neurology

Brigham and Women's Hospital

Associate Professor of Neurology

Harvard Medical School

Boston

MA

Divulgações

EBB has received speaking fees from ICR Pharma, Novartis, Abbott Laboratories, GlaxoSmithKline, and Pfizer. He has received consulting fees from ICR Pharma, Genzyme, and Spherics, and research funding from UCB Pharma. Unfortunately we have since been made aware that EBB is deceased.

Honorary Clinical Senior Lecturer

University of Glasgow

Institute of Neurological Sciences

Glasgow

UK

Divulgações

Not disclosed.

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais