Síndrome hemolítico-urêmica

Última revisão: 27 Abr 2022
Última atualização: 08 Out 2019

Resumo

Definição

História e exame físico

Principais fatores diagnósticos

  • diarreia, especialmente diarreia hemorrágica
  • infância, especialmente <5 anos de idade
Mais principais fatores diagnósticos

Outros fatores diagnósticos

  • surto na comunidade conhecido de E coli produtora da toxina Shiga
  • história de ingestão de alimentos que podem ter sido contaminados com E coli produtor da toxina Shiga
  • efeito colateral incomum observado após tratamento com ciclosporina, quimioterapia, quinina
  • estado de gravidez ou pós-parto
  • efeito adverso incomum observado após transplante de medula óssea
  • história familiar de possível síndrome tipo síndrome hemolítico-urêmica (SHU)
Outros fatores diagnósticos

Fatores de risco

  • ingestão de alimentos ou de água contaminada
  • surto na comunidade conhecido de E coli toxogênica
  • exposição a indivíduos infectados em ambientes institucionais
  • predisposição genética (SHU atípica)
  • transplante de medula óssea
  • exposição à ciclosporina, alguns agentes quimioterápicos, agentes específicos para câncer e quinina
  • relacionada à gravidez ou ao pós-parto
Mais fatores de risco

Investigações diagnósticas

Primeiras investigações a serem solicitadas

  • Hemograma completo
  • esfregaço de sangue periférico
  • função renal/creatinina
  • eletrólitos séricos (sódio, potássio, cloreto e bicarbonato, cálcio e fósforo)
  • tempo de protrombina (TP), tempo de tromboplastina parcial (TTP)
  • lactato desidrogenase (LDH)
  • haptoglobina
  • coprocultura em ágar MacConkey-sorbitol para detectar Escherichia coli produtora de toxina Shiga
  • reação em cadeia da polimerase para detectar toxina Shiga 1/toxina Shiga 2
  • proteínas envolvidas na regulação do complemento
Mais primeiras investigações a serem solicitadas

Investigações a serem consideradas

  • urinálise
  • nível de ADAMTS13
  • TFHs
  • amilase sérica, lipase, glicose
Mais investigações a serem consideradas

Algoritmo de tratamento

Aguda

SHU associada a Escherichia coli produtora de toxina Shiga (STEC)

SHU atípica

SHU secundária: não devida a Streptococcus pneumoniae

SHU secundária: decorrente de S pneumoniae

Colaboradores

Autores

Sharon Andreoli, MD

Byron P. and Francis D. Hollet Professor of Pediatrics, Pediatric Nephrology

Indiana University School of Medicine

Indianapolis

IN

Declarações

SA owns stock in Merck and Pfizer, and has been a consultant for Reata Pharmaceuticals. SA is on the Editorial Board of Pediatric Nephrology and the Journal of Pediatrics.

Myda Khalid, MD

Associate Professor of Pediatric Nephrology

Indiana University School of Medicine

Indianapolis

IN

Declarações

MK declares that she has no competing interests.

Agradecimentos

Dr Sharon Andreoli and Dr Myda Khalid would like to gratefully acknowledge Dr Ann Zimrin and Dr John Hess, previous contributors to this topic.

Declarações

AZ and JH declare that they have no competing interests.

Revisores

Rebecca Connor, MD

Chief Fellow

Section of Hematology and Oncology

Department of Internal Medicine

Wake Forest University Baptist Medical Center

Winston-Salem

NC

Declarações

RC declares that she has no competing interests.

  • Síndrome hemolítico-urêmica images
  • Diagnósticos diferenciais

    • Púrpura trombocitopênica trombótica (PTT)
    • Hipertensão maligna
    • Lúpus eritematoso sistêmico (LES)
    Mais Diagnósticos diferenciais
  • Diretrizes

    • Shiga toxin-producing Escherichia coli: guidance, data and analysis
    • Haemolytic uraemic syndrome (HUS) and shigatoxigenic E. coli infections (STEC) control guideline
    Mais Diretrizes
  • padlock-lockedConectar-se ou assinar para acessar todo o BMJ Best Practice

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal