Última revisão: 19 GUA 2021
Última atualização: 21 Jul 2021
21 Jul 2021

FDA dos EUA aprova o aducanumabe para doença de Alzheimer

O aducanumabe, um anticorpo contra beta-amiloiode, foi aprovado pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA para o tratamento da doença de Alzheimer (DA).

Os pacientes com DA leve que receberam aducanumabe mostraram uma redução significativa das placas de beta-amilode, dependendo da dose e do tempo, em ensaios clínicos de fase 3; os pacientes do braço de controle não apresentaram redução.[191][192] Embora a redução da placa beta-amiloide no cérebro, um parâmetro substituto, tenha probabilidade razoável de prever uma redução do declínio cognitivo, a FDA observa que há incertezas residuais em relação ao benefício clínico do aducanumabe. A aprovação acelerada exige que sejam realizados estudos pós-aprovação; a aprovação contínua depende da verificação dos benefícios clínicos nesses ensaios.

O tratamento deve ser iniciado apenas nos pacientes com comprometimento cognitivo leve ou estágio leve de demência, para refletir a população nos ensaios clínicos. Não há dados de segurança ou eficácia sobre o início do tratamento em estágios mais iniciais ou mais avançados da doença de Alzheimer.

Ver Tratamento: novidades

Fonte original da atualizaçãoexternal link opens in a new window

Resumo

Definição

História e exame físico

Principais fatores diagnósticos

  • presença de fatores de risco
  • perda de memória
  • desorientação
  • disfasia nominal
  • colocar itens no lugar errado/se perder
  • apatia
  • declínio das atividades da vida diária e atividades instrumentais da vida diária (AIVDs)
  • alteração de personalidade
  • exame físico inicial normal

Outros fatores diagnósticos

  • alterações no humor
  • má qualidade do pensamento abstrato
  • dispraxia construtiva
  • prosopagnosia
  • autoprosopagnosia

Fatores de risco

  • idade avançada
  • história familiar
  • genética
  • Síndrome de Down
  • doença cerebrovascular
  • fatores de estilo de vida e medicamentos
  • Escolaridade inferior ao ensino secundário
  • lesão cerebral traumática
  • depressão
  • perda auditiva
  • hiperlipidemia
  • sexo feminino
  • nível elevado de homocisteína no plasma
  • consumo de refrigerantes adoçados artificialmente

Investigações diagnósticas

Primeiras investigações a serem solicitadas

  • testes cognitivos à beira do leito
  • Hemograma completo
  • perfil metabólico
  • hormônio estimulante da tireoide (TSH) sérico
  • vitamina B12 sérica
  • exame de urina para detecção de drogas
  • tomografia computadorizada (TC)
  • RNM

Investigações a serem consideradas

  • Análise do líquido cefalorraquidiano (LCR)
  • reagina plasmática rápida/teste Venereal Disease Research Laboratory (VDRL) séricos
  • vírus da imunodeficiência humana (HIV) sérico
  • testes neuropsicológicos formais
  • teste genético
  • PET com fluordeoxiglicose (FDG-PET)
  • TC por emissão de fóton único (SPECT)
  • eletroencefalograma (EEG)

Novos exames

  • tomografia por emissão de pósitrons (PET) do amiloide

Algoritmo de tratamento

Colaboradores

Autores

Judith Neugroschl, MD

Associate Professor of Psychiatry

Icahn School of Medicine at Mount Sinai

New York

NY

Declarações

JN declares that she has no competing interests.

Agradecimentos

Dr Judith Neugroschl would like to gratefully acknowledge Dr Brandy R. Matthews, Dr Asif S. Bhutto, and Dr Julie K. Gammack, the previous contributors to this topic.

Declarações

BRM, ASB, and JKG declare that they have no competing interests.

Revisores

Roy J. Goldberg, MD, FACP, AGSF, CMD

Medical Director

Kings Harbor Multicare Center

New York

NY

Declarações

RJG declares that he has no competing interests.

Philip Scheltens, MD, PhD

Professor of Neurology

Department of Neurology/Alzheimer Center

VU University Medical Center

Amsterdam

The Netherlands

Declarações

PS declares that he has no competing interests.

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal