Investigações

Primeiras investigações a serem solicitadas

Exame
Resultado
Exame

O teste avalia a presença de imunossupressão subjacente. A duração da neutropenia está correlacionada ao aumento do risco. Linfopenia pode não ser um fator de risco tão importante quanto neutropenia.[25]

Resultado

neutropenia, linfopenia

Exame
Resultado
Exame

Realizado em pacientes com diabetes para avaliação de acidose metabólica. Ajuda a avaliar a gravidade da cetoacidose diabética.

Resultado

em pacientes com diabetes, pode apresentar acidose com anion gap aumentado e hiperglicemia

Exame
Resultado
Exame

Avalia a gravidade da acidose na cetoacidose diabética. No entanto, a doença pode ocorrer na ausência de acidose.[26]

Resultado

pH baixo na cetoacidose diabética

Exame
Resultado
Exame

Uma tira reagente positiva confirma a presença de corpos cetônicos na urina. No entanto, ela não diagnostica cetoacidose diabética.

Resultado

positivo para cetona na cetoacidose diabética

Exame
Resultado
Exame

Realizado se o resultado for positivo para corpos cetônicos urinários.

Resultado

positivo na cetoacidose diabética

Exame
Resultado
Exame

Espessamento mucosal difuso sem níveis hidroaéreos é um sinal precoce na mucormicose. Destruição óssea geralmente é um achado tardio.[27]

TC dos seios nasais é menos sensível que ressonância nuclear magnética (RNM) para demonstrar a invasão dos tecidos moles. TC do cérebro pode não conseguir diferenciar abscessos e infartos precoces.[27]

Resultado

espessamento mucosal, erosões ósseas, trombose do seio venoso, abscessos, infartos

Exame
Resultado
Exame

TC do tórax com contraste intravenoso é um teste sensível para detectar anormalidades na mucormicose pulmonar. Em um estudo, observou-se condensação em 50% dos pacientes, cavitação em 40% e sinal de ar crescente em 12%.[19] Radiografias torácicas não revelaram nenhuma patologia em 53% dos pacientes, todos com anormalidades na TC do tórax.[19] O sinal de ar crescente é mais comumente observado em aspergilose durante a recuperação de neutropenia.

Resultado

condensação lobar ou multilobar, doença cavitária, sinal de halo, sinal de ar crescente

Exame
Resultado
Exame

Essencial para estabelecer o diagnóstico com biópsia quando houver suspeita de doença rino-órbito-cerebral, pois os achados radiológicos são positivos somente após invasão.[9]

Resultado

mucosa necrótica

Exame
Resultado
Exame

Mucormicose gastrointestinal frequentemente não é diagnosticada ante mortem por ser rara. Em um relato de caso, a endoscopia digestiva alta revelou uma úlcera do tipo placa com tecido necrótico.[30]

Resultado

úlceras mucosais, mucosa necrótica

Investigações a serem consideradas

Exame
Resultado
Exame

RNM delineia a invasão dos tecidos moles em tecidos orbitais e trombose do corpo cavernoso. Fornece melhor diferenciação entre abscessos e infartos, e informações sobre o comprometimento da fossa posterior.

Resultado

comprometimento dos tecidos moles dos tecidos orbitais, trombose do seio venoso, abscessos, infartos

Exame
Resultado
Exame

A literatura sobre a utilidade da lavagem broncoalveolar (LBA) no diagnóstico da mucormicose pulmonar é escassa. A doença foi diagnosticada em 5 de 5 pacientes, 2 deles por citologia isolada do fluido da LBA e 3 por biópsia transbrônquica.[28] O diagnóstico por cultura fúngica em LBA ou amostras transbrônquicas foi insatisfatório (20%).[28]

A coloração com branco de calcoflúor em amostras de biópsia de lesões suspeitas pode ser útil para diferenciar mucormicose de aspergilose.[29] Como a sensibilidade da cultura é limitada, deve-se obter uma amostra para biópsia.

Resultado

demonstração de hifas amplas asseptadas ramificadas a 90°

Exame
Resultado
Exame

Amostras para biópsia obtidas em endoscopia, aspiração com agulha fina (AAF) guiada por TC, biópsia transbrônquica e métodos de cirurgia aberta (pele, pulmão) diagnosticam a doença.

Fungos são melhor observados através do uso de colorações especiais, como ácido periódico de Schiff ou metenamina de prata de Gomori.[1]com.bmj.content.model.Caption@27c06944[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Coloração de prata metenamina demonstrando hifas esparsamente septadas de Mucor pusillusDa CDC Public Health Image Library (PHIL): Dr Libero Ajello [Citation ends].com.bmj.content.model.Caption@1ebe4159[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Rhizopus arrhizus evidenciado em imunofluorescênciaDa CDC Public Health Image Library (PHIL): Dr William Kaplan [Citation ends].

Angioinvasão com demonstração de hifas amplas não septadas é diagnóstica.

Resultado

hifas amplas com aspecto de faixas, não septadas ou minimamente septadas (10-20 micrômetros), ramificadas a 90°

Exame
Resultado
Exame

A microbiologia das amostras, sobretudo de procedimentos cirúrgicos, ajuda a identificar a espécie do fungo.[22]

Resultado

positiva para crescimento do fungo

Novos exames

Exame
Resultado
Exame

A reação em cadeia da polimerase com foco no gene 18S RNAr fúngico tem sido usada em certos casos para identificar a infecção com Cunninghamella bertholletiae nas amostras de sangue.[20][21]

A reação em cadeia da polimerase com sequenciamento realizado em blocos de parafina com tecido fixados em formalina pode confirmar o diagnóstico tecidual de mucormicose e identificar a espécie do organismo, o que pode ser benéfico em casos de culturas negativas, fazendo da terapia-alvo uma opção.[22] O ensaio da reação em cadeia da polimerase múltipla em tempo real pode detectar Rhizopus oryzae, Rhizopus microsporus e espécies de Mucor simultaneamente na cultura e nas amostras clínicas.[23]

Resultado

positiva para o fungo específico

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal