Novos tratamentos

Administração localizada de anfotericina B

Relatos de caso descreveram a instilação endobrônquica de anfotericina B para o tratamento de mucormicose pulmonar.[45][46] O uso da suspensão oral de anfotericina B (que atua localmente no trato gastrintestinal) como parte da terapia combinada também tem sido descrito em um relato de caso no tratamento da infecção gastrointestinal localizada.[47] É necessária mais pesquisa sobre estas novas formas de administrar anfotericina B.

Colistina

A colistina apresenta atividade fungicida contra esporos de agentes da mucormicose e demonstrou benefícios contra a infecção pulmonar ao ser administrada como profilaxia intranasal em camundongos. No entanto, não existe nenhum dado clínico para o uso desse agente isolado ou como adjuvante na terapia antifúngica padrão.[48]

Caspofungina com imunossupressores

Dados in vitro demonstraram diminuição de quatro vezes na concentração mínima efetiva de caspofungina contra os agentes da mucormicose quando combinada com inibidores de calcineurina e sirolimus.[49]

Gamainterferona e fator estimulador de colônias de granulócitos e macrófagos

Dados in vitro sugerem um aumento na atividade das células polimorfonucleares humanas em combinação com a gamainterferona e o fator estimulador de colônias de granulócitos e macrófagos contra as hifas de Rhizopus oryzae, Rhizopus microsporus e Lichtheimia corymbifera (Absidia corymbifera).[50]

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal