Exames diagnósticos

Primeiros exames a serem solicitados

Exame
Resultado
Exame

A leucopenia é comum, com linfopenia relatada em 98% dos pacientes no início da doença.[3] A linfopenia se deve a celularidades reduzidas de CD4 e CD8. A trombocitopenia é encontrada na presença de coagulopatia intravascular disseminada (CIVD).

Resultado

leucopenia, linfopenia com celularidade reduzida de CD4 e CD8, trombocitopenia

Exame
Resultado
Exame

Foi relatada leve elevação de aspartato transaminase (AST) e alanina aminotransferase (ALT) em 23% a 50% dos pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SARS), embora esse resultado mostre uma baixa especificidade para o diagnóstico da doença.[19]

Resultado

AST e ALT elevadas

Exame
Resultado
Exame

Anormalidade laboratorial inespecífica e comum. Indica lesão hepática ou lise dos eritrócitos sanguíneos.

Resultado

elevado

Exame
Resultado
Exame

Anormalidade laboratorial inespecífica e comum. Indica lesão muscular ou do miocárdio. Também foi relatada para disfunção ventricular esquerda.[4]

Resultado

elevado

Exame
Resultado
Exame

Todos os pacientes com sinais de infecção grave devem receber culturas de sangue e escarro para excluir outras causas de infecção do trato respiratório inferior, especialmente aqueles sem uma história epidemiológica típica para síndrome respiratória aguda grave (SARS).

Resultado

negativa para infecção bacteriana

Exame
Resultado
Exame

Todos os pacientes com sinais de infecção grave devem receber culturas de sangue e escarro para excluir outras causas de infecção do trato respiratório inferior, como pneumonia adquirida na comunidade, especialmente aqueles sem uma história epidemiológica típica para SARS.

Resultado

negativa para Streptococcus pneumoniae ou outra bactéria infectante

Exame
Resultado
Exame

Para descartar a presença de infecção por influenza.

Resultado

negativa para os vírus da gripe (influenza) A e gripe (influenza) B

Exame
Resultado
Exame

Para descartar a presença de infecção por influenza.

Resultado

negativa para os vírus da gripe (influenza) A e gripe (influenza) B

Exame
Resultado
Exame

Cerca de 20% a 25% dos casos possuem uma radiografia torácica normal na apresentação.[24][25]

Radiografias torácicas examinadas para infiltrados unilaterais ou bilaterais nas periferias das zonas inferiores. Os infiltrados se manifestam como consolidação irregular, confluente ou difusa ou sombreamento nodular. com.bmj.content.model.Caption@2f76431a[Figure caption and citation for the preceding image starts]: Radiografia torácica de um paciente com síndrome respiratória aguda grave (SARS) mostrando opacidades multifocaisKetai L, et al. J Thorac Imaging. 2006;21:276-283; usada com permissão [Citation ends].

Cavitação, linfadenopatia hilar e derrame pleural não são normalmente observados.[26]

Pneumomediastino e pneumotórax geralmente ocorrem com ventilação assistida.[27]

Resultado

infiltrados unilaterais ou bilaterais

Exame
Resultado
Exame

Indicada para pacientes com dificuldade respiratória e cianose.

Resultado

baixa saturação de oxigênio (SpO2 <90%)

Exame
Resultado
Exame

Para um diagnóstico positivo baseado em teste da reação em cadeia da polimerase, o paciente deve ter 2 espécimes clínicos positivos de diferentes locais anatômicos ou espécimes positivos do mesmo local em 2 ocasiões separadas.[29]

Deve-se retirar amostra de múltiplas fontes de espécimes: espécimes de soro/plasma, nasofaríngeos e orofaríngeos (durante a primeira semana); espécimes de fezes, nasofaríngeos e orofaríngeos (após a primeira semana).

Amostras preferenciais são aspirado nasofaríngeo (geralmente negativo na primeira semana de infecção) ou swab da garganta obtido em um meio de transporte viral. Swabs de Dacron ou viscose com hastes de plástico devem ser usados ao invés dos com alginato de cálcio ou palitos de madeira. Os espécimes devem ser transportados em bolsas frias para manter a amostra a 4 °C (39.2 °F).

Espécimes de fezes ou amostras de sangue total em ácido etilenodiaminotetracético (EDTA) também são apropriados.

A medição quantitativa de ácido ribonucleico (RNA) do coronavírus de síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV) no sangue com a técnica RT-PCR em tempo real tem uma taxa de detecção de 80% logo no 1º dia da doença.[32]

Resultado

positiva para RNA específico para SARS-CoV

Exames a serem considerados

Exame
Resultado
Exame

Realizada quando a SpO2 medida com oximetria de pulso for <90%.

Resultado

baixa pressão parcial de oxigênio

Exame
Resultado
Exame

Indicado em pacientes com sangramento espontâneo.

Resultado

tempo de protrombina (TP) prolongado, dímeros D elevados

Exame
Resultado
Exame

A imagem do tórax com TCAR deve ser realizada nos pacientes com radiografia torácica normal na apresentação e uma alta suspeita de SARS para a detecção de opacidades pulmonares.

Anormal em 67% dos pacientes com radiografia torácica inicialmente normal.[28]

Resultado

opacidades em vidro fosco com espessamento interlobular septal ± condensação subpleural

Exame
Resultado
Exame

Testado usando um ensaio de anticorpo imunofluorescente (ensaio de imunofluorescência) ou ensaio de imunoadsorção enzimática (ELISA).

Útil para vigilância epidemiológica e diagnóstico retrospectivo.

Os espécimes séricos devem ser coletados quando há a primeira suspeita de diagnóstico e posteriormente, se indicado.

A soroconversão geralmente ocorre 1 a 4 semanas (>90% após o 28º dia) após o surgimento dos sintomas, com uma resposta dos anticorpos (aumento de 4 vezes dos anticorpos de SARS-CoV) ocasionalmente detectada durante a primeira semana da doença, possivelmente detectada no final da segunda semana da doença, mas normalmente não detectada antes de >28 dias com a doença.[29][33]

Resultado

aumento de 4 vezes nos anticorpos de SARS-CoV

Exame
Resultado
Exame

Não é recomendada para detecção de rotina.[29]

Não apresenta a sensibilidade de RT-PCR.

Dado o risco potencial de transmissão, o crescimento do coronavírus (CoV) de SARS deve estar restrito aos laboratórios com nível III (ou IV) de biossegurança.[33]

Resultado

crescimento de SARS-CoV

Novos exames

Exame
Resultado
Exame

A principal característica deste simples imunoensaio diagnóstico com swab é sua capacidade de detectar a presença de antígenos SARS-CoV (proteína de nucleocapsídeo) 45 a 60 minutos após a disponibilidade das amostras de fluido corporal.[34]

Resultado

detecta a presença de antígeno SARS-CoV

Exame
Resultado
Exame

Cinco anticorpos monoclonais contra a proteína de nucleocapsídeo recombinante do SARS-CoV foram desenvolvidos pela tecnologia de hibridomas. Candidatos potencialmente ideais para o desenvolvimento de ensaios diagnósticos iniciais e sensíveis para SARS-CoV.[35]

Resultado

detectam a presença de SARS-CoV com alta especificidade

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais