Evidência

Tabelas de evidência

Esta tabela é um sumário da análise reportada em uma diretriz (apoiada por uma revisão sistemática) que se foca na importante questão clínica acima.


A confiança nas evidências é muito baixa ou baixa quando GRADE foi realizado e a intervenção pode ser mais eficaz/benéfica que a comparação para os desfechos principais. No entanto, isso é incerto, e novas evidências podem mudar esse cenário no futuro.


População:Pessoas com DRC G3a-G5 ou G5D

Intervenção:Concentrações mais baixas de fosfato ou cálcio séricos

Comparação:Concentrações mais altas de fosfato sérico ou cálcio séricos

DesfechoEficácia (classificação do BMJ)?Confiança na evidência (GRADE)?

Fosfato sérico

Mortalidade

Intervenção favorável

Baixo

Declínio na taxa de filtração glomerular (TFG)

Consultar nota ᵃ

Muito baixo

Eventos cardiovasculares e cerebrovasculares

Consultar nota ᵇ

Muito baixo

Cálcio sérico

Mortalidade

Intervenção favorável

Baixo

Eventos cardiovasculares e cerebrovasculares

Intervenção favorável

Baixo

Recomendações conforme apresentadas na diretriz fonte

A diretriz de 2017 da Kidney Disease Improving Global Outcomes (KDIGO) sobre a DRC-DOM faz as seguintes recomendações:

  • Nos pacientes com DRC (categoria de TFG) G3a–G5D, os tratamentos da DRC-DOM devem ser baseados em avaliações seriadas dos níveis de fosfato, cálcio e paratormônio (PTH), considerados juntos (não classificada).

  • Nas pessoas com DRC G3a-G5D, sugerimos reduzir os níveis elevados de fosfato para a faixa normal (recomendação fraca; evidência de baixa qualidade).

  • Nos pacientes adultos com DRC G3a–G5D, sugerimos evitar a hipercalcemia (recomendação fraca; evidência de baixa qualidade).

  • Nos pacientes com DRC G3a–G5D, é razoável basear a frequência do monitoramento do cálcio sérico, fosfato e PTH na presença e na magnitude das anormalidades e na taxa de progressão da DRC (não graduada).ᶜ

Nota

A diretriz identificou apenas evidências de estudos observacionais para responder a esta questão clínica.

ᵃ Relatado como inconclusivo com base em evidências indiretas de 8 estudos observacionais (N = 3755).

ᵇ Relatado como inconclusivo com base em evidências diretas de 7 estudos observacionais (N = 34231).

ᶜ O grupo das diretrizes também recomendou intervalos de monitoramento razoáveis (não graduada). Veja a diretriz para obter mais informações.

Esta tabela de evidências está relacionada às seguintes seções:

Esta tabela é um sumário da análise reportada em uma diretriz (apoiada por uma revisão sistemática) que se foca na importante questão clínica acima.


A confiança na evidência é moderada ou baixa a moderada onde o GRADE foi aplicado e a intervenção pode ser menos eficaz ou provavelmente mais prejudicial que a comparação para os desfechos principais.


População:Adultos em pré-diálise ou em diálise com DRC hiperfosfatêmicaᵃ

Intervenção:Quelantes de fosfato que contêm cálcio

Comparação:Quelantes de fosfato sem cálcio

DesfechoEficácia (classificação do BMJ)?Confiança na evidência (GRADE)?

Mortalidade

Favorece comparação

Moderado

Eventos cardiovasculares e cerebrovasculares

Consultar nota ᵇ

Baixo

Recomendações conforme apresentadas na diretriz fonte

A diretriz de 2017 da Kidney Disease Improving Global Outcomes (KDIGO) sobre a DRC-DOM faz a seguinte recomendação:

Nos pacientes adultos com DRC (categoria de TFG) G3a–G5D que recebem tratamento para redução do fosfato, sugerimos restringir a dose de quelantes de fosfato à base de cálcio (recomendação fraca; evidência de qualidade moderada).

Nota

ᵃ População conforme relatada pela diretriz.

ᵇ A diretriz relatou desfechos para este resultado de maneira narrativa devido aos resultados inconsistentes entre os estudos. Veja a diretriz para obter mais informações.

Esta tabela de evidências está relacionada às seguintes seções:

Respostas Clínicas Cochrane

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal