Epidemiologia

Esta é uma condição comum que muitas vezes não é reconhecida até os estágios mais avançados. Estima-se que 9% a 13% da população mundial adulta tenha DRC.[3][4][5] Em 2017, a prevalência mundial estimada de DRC em estágios 1 e 2 representou 5%, em estágio 3 representou 3.9%, em estágio 4 representou 0.16%, em estágio 5 representou 0.07%, diálise representou 0.041% e transplante de rim representou 0.011%.[5] A incidência está aumentando e acredita-se que seja em virtude de uma população em envelhecimento; uma maior incidência de doenças como diabetes mellitus e hipertensão, que são as causas mais comuns na população adulta; e uma maior incidência de distúrbios glomerulares, como glomeruloesclerose segmentar focal.[4][6][7] Pessoas negras, hispânicas e pessoas com um membro da família com diagnóstico de doença renal têm maior prevalência que a população geral.[8][9] Além disso, indivíduos com um episódio de lesão renal aguda são mais propensos a terem risco para lesão renal crônica e doença renal em estágio terminal no futuro.[10]

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais