Rastreamento

Não há um único teste para rastreamento da população assintomática. A insuficiência cardíaca é um diagnóstico clínico e por isso poderia simplesmente se basear em uma história detalhada e exame físico cuidadoso da população a ser testada.

O peptídeo natriurético do tipo B (PNB) foi recentemente usado como uma ferramenta de rastreamento para identificação de cardiopatia estrutural na população geral. Em um estudo, a sensibilidade e a especificidade do teste de PNB para identificação da cardiopatia estrutural foram de 61% e 92%, respectivamente.[89] Quando as análises específicas por sexo foram realizadas, a sensibilidade e a especificidade foram de 61% e 91% em homens e 50% e 95% em mulheres, respectivamente. Apesar de o desempenho do teste de PNB com base nesses números poder parecer abaixo do ideal para a população como um todo, a eficácia foi melhorada em subgrupos com uma prevalência alta de cardiopatia, como a coorte com idades de 65 anos e mais, assim como na coorte com fatores de risco cardiovascular como hipertensão ou diabetes. Em outro estudo, as concentrações do fragmento N-terminal do peptídeo natriurético tipo B foram consideradas uma função importante na estratificação de idosos nos grupos de risco de disfunção ventricular esquerda. O neuro-hormônio foi um marcador independente para morte ou internação por insuficiência cardíaca em médio prazo.[90] Esses resultados sugerem que o teste de PNB para rastreamento de cardiopatia estrutural nas populações baseadas em comunidades pode ser útil somente para coortes com uma alta prevalência de cardiopatia. As diretrizes da American College of Cardiology/American Heart Association/Heart Failure Society recomendam que, em pacientes com risco de desenvolver insuficiência cardíaca (identificada pela presença de hipertensão, diabetes mellitus ou doença vascular conhecida), o rastreamento baseado em biomarcadores de peptídeos natriuréticos acompanhado por cuidados em equipe, incluindo um especialista cardiovascular para otimizar o tratamento e a terapia orientados por diretrizes, pode ser útil para prevenir o desenvolvimento de disfunção ventricular esquerda (sistólica ou diastólica) ou insuficiência cardíaca de início recente. No entanto, mais estudos são necessários para determinar a custo-efetividade, seu impacto na qualidade de vida e a taxa de mortalidade.[73]

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais