Prevenção primária

A insuficiência cardíaca é o caminho final para uma ampla variedade de processos fisiopatológicos. Intervenções que reduzam o risco de desenvolvimento de qualquer doença cardiovascular acabam por reduzir a incidência de insuficiência cardíaca.[76] Portanto, as metas principais da saúde pública são a prevenção do desenvolvimento da hipertensão, diabetes, dislipidemia, obesidade (isto é, síndrome metabólica) e cardiopatia isquêmica. Espera-se que as modificações no estilo de vida, como o aumento da atividade física, a redução do tabagismo e do consumo de bebidas alcoólicas e do uso recreacional de medicamentos, bem como a redução da ingestão de sal diária e o tratamento clínico adequado de doenças consagradas como hipertensão, diabetes e doença arterial coronariana reduzam a insuficiência cardíaca incidente.[76][77][78]

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal