Rastreamento

Não há uma função para o rastreamento de rotina com radiografias cervicais ou ressonância nuclear magnética (RNM) cervical, pois a frequência de anomalias assintomáticas na população se aproxima de 100% à medida que a idade chega aos 40 anos.[1][3][4]

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais