Exames diagnósticos

Primeiros exames a serem solicitados

Exame
Resultado
Exame

Descritos na maioria dos pacientes em uma pequena série de casos.

Resultado

leucopenia, linfopenia, trombocitopenia

Exame
Resultado
Exame

Descritos na maioria dos pacientes em uma pequena série de casos.

Resultado

aspartato transaminase (AST)/alanina aminotransferase (ALT) elevadas

Exame
Resultado
Exame

A radiografia torácica isoladamente não descarta pneumonia bacteriana ou viral.

Resultado

pode estar normal, pode mostrar infiltrados compatíveis com pneumonia em casos graves

Exame
Resultado
Exame

Indicada para pacientes com dispneia ou suspeita de pneumonia.

Resultado

pode apresentar hipóxia

Exame
Resultado
Exame

A pneumonia bacteriana primária e a coinfecção bacteriana potencial devem ser avaliadas. Poucas coinfecções foram relatadas em pacientes com H5N1 da IAAP, exceto com pneumonia associada à ventilação mecânica.

Resultado

visualização dos organismos infecciosos se houver coinfecção bacteriana potencial ou pneumonia bacteriana

Exame
Resultado
Exame

A pneumonia bacteriana primária e a coinfecção bacteriana potencial devem ser avaliadas.

Resultado

crescimento de organismo infeccioso, se houver coinfecção bacteriana potencial ou pneumonia bacteriana

Exame
Resultado
Exame

Exame clínico recomendado para o diagnóstico da infecção pelo vírus H5N1 da IAAP usando primers e sondas específicas para H5 para detectar RNA viral de H5N1 da IAAP em espécimes clínicos respiratórios.[75][76] Ambos os ensaios por RT-PCR convencional e em tempo real podem ser usados para detectar RNA viral de H5N1 da IAAP em laboratórios nacionais, laboratórios de saúde pública locais altamente especializados ou alguns laboratórios de centros acadêmicos. A RT-PCR para o vírus H5N1 da IAAP não está disponível na maioria dos ambientes clínicos. Os primers e sondas específicas do H5 devem ser atualizados regularmente. A RT-PCR para os vírus da influenza A e B pode confirmar um diagnóstico de influenza sazonal.

Os resultados positivos para o H5 de laboratórios nacionais devem ser confirmados pelos laboratórios de referência de H5 da Organização Mundial da Saúde (OMS) ou pelos centros de colaboração da influenza da OMS. A OMS também aceita resultados de ensaios por RT-PCR de alguns laboratórios nacionais de influenza.[77][78]

Resultado

positiva para ácido ribonucleico (RNA) viral específico de H5

Exames a serem considerados

Exame
Resultado
Exame

A cultura viral não produzirá resultados oportunos para o manejo clínico e deve ser realizada em um laboratório avançado de biossegurança nível 3. A cultura viral pode ser realizada em laboratórios de referência de H5 da OMS e em centros de colaboração da influenza da OMS.

A cultura viral é importante para a vigilância virológica, o monitoramento antigênico para seleção da cepa da vacina e a avaliação e análise das características virais como rearranjo genético, afinidade da ligação do receptor e susceptibilidade antiviral.

Os resultados positivos para o teste de espécimes clínicos para RNA viral H5N1 da IAAP por RT-PCR devem ser cultivados por um laboratório de referência de H5 da OMS ou por um laboratório de um centro de colaboração da influenza da OMS.

Resultado

positiva para o vírus H5N1

Novos exames

Exame
Resultado
Exame

O teste sorológico para anticorpos do vírus H5N1 da IAAP não está rotineiramente disponível, não é capaz de informar o manejo clínico e não deve ser considerado para fins de diagnóstico clínico.

Pode ser realizado somente em alguns laboratórios especializados, como os laboratórios de referência de H5 da OMS, usando vírus H5N1 da IAAP vivos em um ensaio de microneutralização em condições avançadas de biossegurança nível 3.

Outros ensaios sorológicos incluem o ensaio de inibição de hemaglutinina de eritrócito de cavalo ou avaliação das respostas das células T específicas do H5N1 da IAAP.[79] O soro na convalescência e na fase aguda coletado no prazo adequado pode produzir um diagnóstico retrospectivo da infecção do vírus H5N1 da IAAP. Um aumento de quatro vezes no nível de anticorpos específicos do H5N1 após um período de 2 a 4 semanas da coleta de sangue inicial é diagnóstico de infecção pelo vírus H5N1 da IAAP em um paciente com doença clinicamente compatível.

Os testes sorológicos que usam ensaios padrão de inibição da hemaglutinação da influenza são inespecíficos para o vírus H5N1 da IAAP e não são recomendados.

Resultado

aumento de quatro vezes nos anticorpos específicos do H5N1

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais