Critérios

Modificação de Berlim das definições do American European Consensus Committee (AECC)[1]

Em 2012, foram realizadas pequenas modificações nas definições da AECC para a SDRA (denominada "Definição de Berlim"). Um diagnóstico de SDRA pode ser feito se o paciente atender a todos os seguintes critérios:

  • Início agudo (dentro de 1 semana após reconhecido irritante clínico)

  • Opacidades bilaterais na radiografia torácica (não explicada por derrames, colapso ou nódulos)

  • Insuficiência respiratória não completamente explicada por insuficiência cardíaca ou sobrecarga hídrica (recomenda-se avaliação objetiva, como ecocardiograma, se não houver fator de risco).

Gravidade da SDRA

  • Leve: PaO₂/FiO₂ 200-300 com pressão expiratória final positiva (PEEP) ou pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP) ≥5 cm H₂O

  • Moderada: PaO₂/FiO₂ 100-200 com PEEP ≥5 cm de H₂O

  • Grave: PaO₂/FiO₂ ≤100 com PEEP ≥5 cm de H₂O.

O uso deste conteúdo está sujeito ao nosso aviso legal