Discussões ao paciente

Como na maioria das afecções crônicas, a hipertensão exige comprometimento vitalício do paciente e do médico com a adoção de um manejo agressivo, com escolhas saudáveis de estilo de vida vitalícias e terapia medicamentosa. Os pacientes devem ser orientados por um nutricionista sobre a dieta (Métodos Nutricionais para Combater a Hipertensão [DASH]), com ingestão diária de sódio ≤1.5 g/dia.

  • O tabagismo eleva a PA aguda e transitoriamente, mas estudos de longo prazo não encontraram nenhuma associação entre o tabagismo e o risco de evoluir para hipertensão crônica.[156] Entretanto, o abandono do hábito de fumar deve ser encorajado para reduzir o risco cardiovascular.

  • O consumo agudo de café e chá preto tem um leve efeito pressor; entretanto, estudos em longo prazo encontraram PA ligeiramente mais baixa em pacientes que consomem café diariamente.[74][157] Portanto, o consumo moderado de cafeína é aceitável.

  • Os pacientes devem ser aconselhados a começar a fazer exercícios aeróbios e mantê-los, com uma meta de pelo menos 30 minutos de exercícios aeróbios dinâmicos de intensidade moderada (caminhada, jogging, ciclismo ou natação) 5 dias por semana até um total de 150 minutos conforme tolerado ou recomendado por um médico.

  • A adesão ao medicamento é importante e deve ser discutida com pacientes nos quais a terapia medicamentosa para hipertensão geralmente é um compromisso vitalício.

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais