Discussões ao paciente

Informações gerais

Prevenção de picadas de mosquito

  • Os pacientes devem ser orientados a evitar picadas de mosquito pelo menos na primeira semana da doença por meio das seguintes medidas:[136][137]

    • Usar roupas que cubram a maior parte possível do corpo (como camisas de manga longa e calça comprida); roupas que possam ser tratadas com permetrina

    • Ficar em locais com ar condicionado ou que tenham telas nas portas e janelas, mantendo os mosquitos fora

    • Dormir sob um mosquiteiro (se possível, impregnado com inseticida)

    • Usar um repelente de insetos aprovado (se ≥2 meses de idade); pode ser utilizado de forma segura em gestantes e lactentes conforme orientação EPA: find the insect repellent that is right for you external link opens in a new window

    • Cobrir berços, carrinhos ou transportadores de bebês com um mosquiteiro

    • Esvaziar, limpar ou cobrir recipientes que possam conter água parada, a fim de reduzir as áreas em que os mosquitos possam se reproduzir, inclusive dentro e perto da casa.

    • CDC: mosquito bite prevention for travelers external link opens in a new window

  • Viajantes que retornam de áreas de transmissão contínua devem usar medidas para prevenção de picadas de mosquito por 3 semanas após o retorno, a fim de evitar a disseminação a mosquitos não infectados.[138]

Saúde sexual

  • Recomendações para casais em caso de gravidez: o CDC dos EUA recomenda que mulheres grávidas com parceiros sexuais femininos ou masculinos que vivam em, ou tenham viajado para, áreas com transmissão ativa se abstenham de fazer sexo (vaginal, anal, oral) ou utilizem barreiras contra a infecção (p.ex. preservativos) durante o ato sexual durante o período de gravidez. Além disso, o CDC dos EUA recomenda que as mulheres grávidas conversem com os seus profissionais da saúde sobre potenciais exposições dos seus parceiros sexuais ao vírus da Zika e sintomas semelhantes aos associados a esta doença.[141]

  • Recomendações para casais em que a mulher não está grávida: o CDC recomenda que, se apenas a parceira viajar para uma área com risco de transmissão, o casal use preservativos e se abstenha de sexo durante pelo menos 2 meses após o início dos sintomas da parceira (se sintomática) ou a última possível exposição (se assintomática). No entanto, se o parceiro masculino (ou ambos os parceiros) viajarem para uma área com risco de transmissão, o casal deve usar preservativos e abster-se de sexo durante pelo menos 3 meses após o início dos sintomas do parceiro masculino (se sintomático) ou a última possível exposição (se assintomático).[141]

  • Atualmente, a OMS endossa os períodos de 2 meses e 3 meses para mulheres e homens, respectivamente. Ela também oferece recomendações específicas para pessoas que moram em áreas de transmissão ativa.[74]

Zika e gestação

  • Mulheres que vivem em áreas endêmicas devem consultar as autoridades de saúde locais para obter aconselhamento antes de engravidar. No Brasil, não existem recomendações formais para impedir a gravidez devido ao surto do vírus da Zika; a escolha de engravidar é vista como uma decisão pessoal.[144]

  • O CDC produziu informações sobre gestantes e infecção pelo vírus da Zika:

Orientações de viagem

O uso deste conteúdo está sujeito aos nossos avisos legais